Setor Público

Os instrumentos de planejamento e sua importância na administração pública

Por 4 de maio de 2018 Sem comentários

No setor público, mais especificamente no que tange a sua administração, é possível constatar a necessidade e obrigatoriedade da existência de um planejamento. Seja tanto por questões legais, quanto especificidades do setor, como a necessidade de prestação de contas para a sociedade, um planejamento claro e bem estruturado é essencial para garantir uma atuação mais eficiente da máquina pública.

Cada vez mais na administração pública percebe-se uma tendência de modernização do setor, em que novas ferramentas são criadas e aplicadas e  processos são aprimorados para atribuir mais qualidade ao serviço prestado ao cidadão. Devido a eficiência e resultados obtidos por ela, muitas vezes se tem como espelho a administração privada, buscando então adaptar certas práticas empresariais para a realidade pública.

Atualmente, um dos âmbitos mais discutidos é a questão do planejamento. É mais comum associar o planejamento à questão orçamentária, isto é, a Lei de Responsabilidade Fiscal e os diferentes Planos que encadeiam a distribuição de contas dos três entes federativos. Entretanto, um outro ponto historicamente não olhado com tanta ênfase, mas extremamente relevante para o contexto atual brasileiro, é o Planejamento Estratégico.

O Planejamento Estratégico é um instrumento administrativo muito usado no setor privado, que tem como objetivo traçar as diretrizes e metas que uma empresa seguirá em um determinado período para obter sucesso e estabilidade. Este instrumento é de extrema importância no que tange a potencialização da atuação de uma organização por meio do alinhamento de seus diferentes membros, estabelecimento de um direcionamento para as atividades e a definição de planos de ação. Sendo assim, de acordo com as mudanças no ambiente externo quanto na realidade interna da organização, torna-se possível otimizar os recursos de maneira mais eficiente.

Um Planejamento Estratégico não só é essencial para qualquer empresa, como também para qualquer instituição ou órgão público, que têm muito a se beneficiar dessa ferramenta administrativa. Porém,  é importante frisar que a adaptação de tal ferramenta do setor privado para o público exige muito mais do que uma simples transposição. É necessário entender as particularidades e especificidades do Primeiro Setor e realmente avaliar o que faz sentido trazer da área empresarial e como adaptá-la para outras realidades. Ao analisarmos o setor público, pode-se observar um constante aumento das demandas por parte da sociedade e consequente necessidade de maior atuação do Estado. Entretanto, é evidente as limitações e a escassez de recursos que tal setor vem apresentando nos últimos anos no caso brasileiro. Sendo assim, o planejamento tem um papel essencial para garantir a efetividade do setor público e, consequentemente, influir positivamente nos serviços utilizados pelos cidadãos.